Os colaboradores do Grupo Mueller participam ativamente durante todo o ano das ações de prevenção à saúde. E apesar do incentivo durante todos os meses, no Outubro Rosa e no Novembro Azul a conscientização ganha força. Nestes dois períodos, o assunto entra no calendário e não apenas para o público da faixa etária mais indicada, mas todos aprendem sobre a importância dos exames preventivos e servem de multiplicadores em seus lares e comunidade.

No caso específico das ações preventivas para descoberta do câncer de próstata antecipadamente, elas são realizadas quando o colaborador realiza seu exame periódico, uma vez por ano, junto ao médico da empresa. Ao chegar aos 45 anos e apresentar fatores de risco, ou a partir dos 50 de uma maneira geral, o colaborador masculino é orientado a fazer os exames preventivos, sendo que o exame de PSA é pago pelo Grupo Mueller.
“O objetivo do Novembro Azul é chamar a atenção da população masculina sobre a prevenção e diagnóstico precoce das principais doenças que acometem o homem, em especial o câncer de próstata”, reforça o médico do trabalho do Grupo Mueller, Dr Alberto Kiochi Takeuti Junior. Ele comenta que este é o tipo de câncer mais comum em homens, atrás apenas do câncer de pele. Os principais fatores de risco são histórico familiar (tios, pai, irmãos que já tiveram a doença) idade e obesidade.

O médico do Grupo Mueller esclarece que a única forma de garantir a cura do câncer de próstata é o diagnóstico precoce. Por isso, como na rotina da empresa, os homens de um modo geral devem estar atentos. Ao chegar aos 45 anos (com fatores de risco) e a partir dos 50 anos (sem fatores de risco), devem consultar um urologista para o toque retal e a dosagem do PSA (antígeno prostático específico) no sangue.
“É importante deixar claro que apenas a dosagem do PSA no sangue não é suficiente para o rastreamento do câncer de próstata. Ele deve ser complementado com o toque retal para o reconhecimento preciso da doença e a possibilidade de começar logo o tratamento”, destaca o doutor. Ele reforça ainda a importância de se despir de preconceitos para uma vida saudável e sem riscos a partir da meia idade.